Detalhes só em 2016

Próximo console da Nintendō pode vir sem trava de região, diz CEO

Iwata também afirma que o console “não será um simples substituto do Wii U e do 3DS”.

Por , em Games. Link permanente:

Se depender de Satoru Iwata, o próximo console a ser lançado pela Nintendō, codinome Nintendō NX, pode vir sem trava de região. É o que o CEO da empresa de jogos afirma em sabatina sobre os resultados financeiros do 75º período fiscal (em tradução livre):

Para os consoles atuais, liberar a trava de região depois que já foram lançados no mercado traria vários problemas, logo, no meu entendimento, isso não seria realista. Por outro lado, quanto ao NX, sabemos que existem consumidores querendo isso e que também existem sugestões a respeito no mercado, e, embora nada esteja decidido ainda, estamos analisando dentro da empresa que tipo de problemas existem para realizar tal intento. Essa é a situação agora. Nós reconhecemos seu desejo, e, se depender de mim, quero pensar com carinho nisso.

Em novembro, Iwata apenas disse que “levaria em consideração” a possibilidade de remover as travas de região. Na época, ele as justificou citando longos processos de tradução, várias limitações de marketing em cada país e o fato de que as licenças para vender games nem sempre eram adquiridas globalmente, mas também reconheceu que haveria vantagens tanto para os consumidores como para a própria Nintendō em abolir travas de região.

Implementadas inicialmente pela própria Nintendō, travas de região são um mecanismo para evitar que games comprados em uma região do mundo sejam usados em consoles de outras regiões, e variam de cartuchos com formatos e/ou conectores diferentes para cada região (de forma que não encaixem em consoles de outras regiões) a restrições de software. Dos consoles atuais, apenas o Wii U e o Nintendō 3DS as possuem.

Na mesma sabatina, ao ser perguntado sobre mais detalhes do novo console e se ele substituiria os atuais ou seria uma espécie de “terceiro pilar” da empresa, Iwata respondeu que não há planos para informar mais sobre o NX até 2016, e que os que perguntarem durante a E3 vão “se decepcionar”. Além disso, confirmou que o console representaria um “novo conceito” em plataformas dedicadas de games, e que portanto não seria um simples substituto do Wii U e do Nintendō 3DS.

Via ANN.