Confraternização

Por dentro da Corrida Naruto!

Das iniciativas criativas que movem cada vez mais pessoas.

(atualizado em )
Por , em Eventos. Link permanente:
Tags: · ·

O ano de 2016 mal entrou em seu segundo semestre, e já podemos contar com diversos acontecimentos gigantescos, culturalmente falando. Durante uma intensa crise econômica, um polêmico impeachment, atentados terroristas, golpes de estado e a possível volta de Br’oz, eis que surge (em São Paulo!) o acontecimento que pode se tornar a revolução dos eventos de pequeno porte. Não estamos falando de uma simples reunião de adolescentes, mas, sim, da insaciável “inquisição otaku” na sociedade brasileira.

Em maio, foi organizada em São Paulo a primeira Corrida Naruto oficial do Brasil, originada da ideia de realizar um simples flash mob de Naruto. Pelo menos é o que diz um de seus idealizadores, Yves Taba, sobre o evento: “Teve menos repercussão, mas o de Fortaleza veio logo depois e ajudou todo mundo a tomar conhecimento. (…) Acho que o nosso pensaram ser fake, e os cosplayers não quiseram correr.”

Yves (à direita) jogando Yu-Gi-Oh com um cosplayer de Kakashi (à esquerda)

Mesmo sendo a pioneira do Brasil, a corrida de São Paulo não teve tanta repercussão quanto a de Fortaleza, que chegou até a virar meme devido à excêntrica divulgação.

Enfim, a corrida de São Paulo rolou no Parque do Ibirapuera e atraiu cerca de 20 pessoas (1% dos convidados, segundo Yves), sendo que somente seis decidiram correr. Já a de Fortaleza rolou dia 11 de junho na Avenida Beira Mar e foi a que de fato popularizou o evento por todo o Brasil. Não consegui entrar em contato com a organização do pessoal de Fortaleza, porém, segundo o material divulgado, houve mais público do que a de SP.

Seguindo a ideia do pessoal do Ceará, uma galera de Mato Grosso decidiu realizar em Rondonópolis sua própria Corrida Naruto. Em uma conversa com dois de seus organizadores, os Brunos (Bruno Rossi e Bruno Lima), consegui tomar uma ideia sobre como foi o evento.

A ideia principal do evento de Rondonópolis veio da Sabrina, amiga dos Brunos, o que foi o ponto de partida para a realização da corrida no dia 10 de julho. A corrida rolou no horto florestal de Rondonópolis, atraiu cerca de 100 pessoas (sendo que 30 participaram da corrida) e teve direito até a um “atropelamento” de jabuti causado por um dos corredores. Obs.: O animal passa bem (ele só queria participar da corrida, haha).

Perguntando sobre a motivação de realizar um evento desse tipo, Bruno Rossi disse: “Já estava acontecendo outras corridas Naruto no Brasil, e estava com a repercussão boa, fora da parte engraçada da coisa; seria legal também ter na cidade pra brincar e descontrair um pouco.”

“Sem falar que aqui onde moramos, interior do Mato Grosso, não é muito ‘rico’ em eventos, e como atualmente uma galera tá trazendo isso pra cá, decidimos tentar, e deu certo, haha.”, complementou Bruno Lima.

Foto do evento de Rondonópolis

Um problema que foi notado tanto no evento de SP quanto no do MT foi a questão do lugar pra realizar o evento: ambos sofreram com a inadequação do local para a corrida. O que traz uma questão à tona: por que não estamos investindo mais na Corrida?

Yves disse durante nossa conversa: “É interessante que o evento tem um público-alvo bem extenso, tem até gente que não conhece tanto o anime. Tinha gente que simplesmente curte um encontro de cosplayers, um pessoal fissurado em memes, tem as crianças com os pais, os curiosos… Enfim, alguns se diferem em alguns interesses, mas nada que cause conflito. Então a nossa organização procura atender a todas essas pessoas sem discriminar os que tiverem interesses diferentes dos nossos, porque antes dos nossos interesses vem o bem-estar do evento, acho que é isso aí.”

O interessante é como uma simples corrida considerada estúpida pela maioria pode ser tão profunda. Aprecio de imenso a paixão dos organizadores das corridas pelos eventos e apoio totalmente a criação dos mesmos (apoio qualquer atitude criativa, pra falar a verdade), e espero presenciar iniciativas instigantes como essa daqui pra frente, indiferente de ser um evento de animes, xícaras, canetas, seja o que for, que seja algo para somar a cultura e unir as pessoas cada vez mais.

O evento está tomando proporções enormes, dominando parcialmente o território brasileiro. Ainda este mês irá rolar uma segunda Corrida Naruto em São Paulo, desta vez na Avenida Paulista (devido aos problemas do Parque do Ibirapuera), que, segundo o Yves Taba, promete atrair um publico bem maior e mais abrangente, vai rolar até swordplay desta vez (!). Então bora correr com os braços pra trás, meu povo. Obs.: lembrando que não vale usar kunai nem shuriken.